Pratinho de Couratos

A espantosa vida quotidiana no Portugal moderno!

quarta-feira, outubro 15, 2008

Meio garrafão cheio

A crise financeira tomou as mesmas proporções que a
morte de Mark Twain – as suas notícias foram exageradas. Apocalípticos e desintegrados bendisseram o capitalismo morituro. Olvidaram-se do epitáfio escrito pelo camarada Stalin: “quando enforcarmos os capitalistas, eles vender-nos-ão as cordas, que usaremos”. E, não assistimos a nenhuma corrida às lojas de ferragens ou ao Bricomarché para comprar cordel. As pessoas acreditaram na louçania dos dirigentes mundiais no amanho de resposta. Eles não desiludiram acudindo-se da sabedoria popular: “ao banqueiro e ao borracho põe Deus sua mão invisível por baixo”. E, banqueiros e afins fizeram suas as palavras de Bruna Surfistinha: “cansei de ganhar dinheiro com o meu corpo. Quero ganhar muito mais com a minha esperteza”.

[
Frank Zappa, o brincalhão-mor do Universo, parodiou o disco sound em “Dancin’ Fool”, no álbum “Sheik Yerbouti”. E, sua mui nobre filha, Moon Unit Zappa, embalou na estética dos tempos, com a sua obra única “Valley Girl

Sarah Brightman, rodeada do grupo de dança Hot Gossip, também não escapou aos encantos de ganhar a vida com o disco em “Starship Trooper”. Arrependida daquela argêntea figura, embrenhou-se na floresta encantada dos sons mais clássicos em “Fleurs Du Mal” o/o “Anytime Anywhere" o/o "Arabian Nights" com a cantora indiana Shaweta Sheety.

Walter Murphy pintalgou Beethoven com o dançante ritmo em “A Fifth of Beethoven” o/o e “O Voo do Moscardo” de Nikolai Rimsky-Korsakov em “Flight ‘76”. A ideia brotou-se-lhe ao ouvir a mistura pop de Johann Sebastian Bach em “A Lover’s Concerto” pelas The Toys e “Joy” dos ingleses Apolo 100.

Jesse Green – “Nice and Slow” o/o “Disco Crazy].

A actividade financeira, em si, já era peculiar. Coube-lhe dar continuidade histórica ao Esclavagismo. Um marmanjo enrascado entra numa agência para pedir um empréstimo. Sorrisos, facilidades, oh joy! E sai coagido a trabalhar para a instituição, entregando-lhe parte dos seus rendimentos, durante o resto da sua vida. Pôr os outros a render é a melhor actividade comercial de todas, quando se ambiciona um lucro razoável, para lagosta e champanhe francês. Mas, se os gostos descambam para viagens espaciais e verdadeiras vedetas de Hollywood na cama, o sistema… colapsa. Então, o cliente, ordenhado através do juro para manter o sistema, é convocado uma segunda vez, como contribuinte, para reforçar com o dinheiro dos impostos uma indústria que (dizem) não pode falir.
Cores! Sol! Agora, não é inevitável dar o corpo ao manifesto, para ficar podre de rico, basta usar apenas a esperteza.

A festança voltou às Bolsas. O optimismo é rei. Não há povo mais optimista que o português. Para nós, o garrafão de cinco litros de tintol está sempre meio cheio. E, o comandante supremo do optimismo é o Chefe de Estado. Cavaco Silva, com a sua Maria, assistiu ao
Portugal Fashion, não olhou para as mamas e para os rabos e comentou sorridente: “Não é todos os dias que temos a oportunidade de ver 20 caras bonitas a passar a menos de um metro de distância de nós. Contei 20 caras bonitas! Gostei muito do que vi”.

[
The Trammps – “Disco Inferno” o/o “Hold Back the Night” o/o “That's Where The Happy People Go” o/o “Disco Party”.

Rick Dees & His Cast of Idiots – “Disco Duck

A Taste of Honey – “Boogie Oogie Oogie” o/o “Sukiyaki”, uma cover de Kyu Sakamoto o/o “Sayonara” o/o “Rescue Me”.

Andrea True Connection – “More, More, More”. Andrea True, aluna da conservadora escola católica feminina, Academia de Santa Cecília, em Nashville, aproveitou a esmerada educação nos filmes porno e no disco. “Party Line” o/o “What’s Your Name, What’s your Number” o/o “Life Is What You Make It” o/o “War Machine”.

Yvonne Elliman – “If I Can't Have You”. Yvonne Elliman participou nos coros de Eric Clapton, por exemplo, em “I Shot The Sheriff”. No ano de 74 partilhou durante alguns meses o leito do guitarrista conhecido como “a mão de Deus”, nos acodes da guitarra, não nas cordas das mulheres, pois cobiçava a esposa de George Harrison, Pattie Boyd. Cantou o papel de Maria Madalena no álbum original, na versão da Broadway e no filme “Jesus Christ Superstar”. “Love Pains” o/o “Love Me” o/o “Can’t Find My Way Home” o/o participou num episódio da série de TV “Hawaii Five-0].

O conhecimento empírico ensina que o swing, a troca de mulheres, é um óptimo meio para solidificar laços sociais, expresso numa vertente da chamada promiscuidade entre Política e Economia. Mas quando uma empresa é rica, como as portuguesas, compra conferências para colher análogo resultado. No dia 14 de Janeiro de 2006, os CTT pagaram a Luiz Felipe Scolari, então treinador da Selecção de Futebol, 19 000 € por uma palestra de 45 minutos, no Pavilhão Atlântico, subordinada ao tema: “Como Fortalecer o Espírito de Grupo”. O actual treinador do Chelsea também contou os caras na plateia para receber o cheque.

Produzir riqueza é um fado nacional. E os portugueses estão cada vez mais ricos. Marques Mendes com 50 anos de vida, 20 dos quais a deputar na Assembleia da República, reformou-se com 2 905 € por mês, para vivre sa vie noutras oportunidades de emprego. Vasco Franco, durante as presidências de Jorge Sampaio e João Soares, número dois do Partido Socialista na Câmara de Lisboa, contentou-se com 3 035 €. Apesar das suas habilitações serem o antigo Curso Geral de Comércio, correspondente ao 9º ano, foi aposentado como Técnico Superior de 1ª classe, pois os cuidados geriátricos e medicamentos estão caros. O juiz desembargador José Manuel Branquinho de Oliveira Lobo, certo dia, sentiu-se mal da caixa dos parafusos. Uma junta médica reformou-o com um cheque de 5 320 € por doença psiquiátrica incapacitante para trabalhar. Santana Lopes, no seu consulado com Primeiro-Ministro, nomeou-o para Director da Polícia de Segurança Pública.

E com a riqueza vem a boa educação. O Diário da República de 30 Junho de 2006 publicava o Louvor nº 532/2006: “louvo José Lopes Cardoso, motorista do meu gabinete, especialmente encarregado do apoio automóvel à minha família directa, pelas suas excepcionais qualidades humanas, além de uma excelente educação, elevada competência profissional, capacidade de condução segura, pontualidade, aprumo pessoal e absoluta descrição. Senti-me sempre muito tranquilo por saber que estavam mas suas mãos membros da minha família mais próxima que, por uma razão ou outra, precisavam dos seus serviços, de que sempre muito gostaram”. Assinado pelo ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros da altura, Diogo Pinto de Freitas do Amaral. Uma leitura mal intencionada associaria o motorista, aos devassos envolvimentos, que o rapaz da piscina ou o instrutor de ténis mantêm com as senhoras casadas, mas num lar cristão não há poucas-vergonhas. Neste caso é um
Transporter, ao serviço de uma figura do Estado, conduzindo a madama ao sítio…

[
Thelma Houston – “Don’t Leave Me This Waycover de Harold Melvin & Bluenotes o/o “Love Masterpiece” o/o “Saturday Night Sunday Morning” o/o “Ruby Tuesday”.

Madleen Kane, sueca, modelo da Elite, alcançou sucesso na Europa e no proteccionista mercado americano. “Fever” o/o “Cherchez Pas” o/o “Rough Diamond” o/o “You Can” o/o “Cheri”.

Craabs – disco na terra que gerou Silvio Berlusconi – “
Let's Go Dancing”.

Amii Stewart – “Knock on Wood” o/o “Grazie Perchè” com Gianni Morandi, resultado da sua escolha, em meados dos anos 80, da Itália para viver o/o “Light My Fire” o/o “Jealousy”.

Grace Jones – “Do or Die” o/o “La Vie En Rose” o/o “Libertango” o/o “I'm Not Perfect (But I’m Perfect for You)” o/o “Pull Up to the Bumper” o/o “Love Is the Drug” o/o “Slave to the Rhythm” o/o com Pavarotti.

Ann-Margret, a actriz nascida na Suécia teve o seu banho de disco sound em “Love Rush”. A RCA tentou vendê-la como o “Elvis feminino” nos anos 60 – “I Just Don’t Understand”. E os seus dotes andaram por outros géneros – “Smash The Mirror” o/o “Viva Las Vegas” o/o “Mack the Knife” o/o “Appreciation” o/o com Dean Martin].

37 Comments:

  • At 8:48 da manhã, Blogger Rafeiro Perfumado said…

    Só há uma coisinha com a qual eu não concordo, quando dizem que os bancos são responsáveis pelo sobrenedividamento das pessoas, ao aliciá-las com créditos, cartões e afins. Que eu saiba quem recorre a essas tretas são pessoas adultas, emancipadas, que certamente terão lá em casa uma calculadora (mesmo que comprada com o apoio da COfidis) onde conseguem ver a proporção dos seus rendimentos face aos seus encargos. Eles no fundo não são seduzidos, são burros, mesmo! Abraço!

     
  • At 10:23 da manhã, Blogger Táxi Pluvioso said…

    O Tubo pôs-se com a conversa que o vídeo não está disponível no seu país, violações de direitos etc. que demorei muito tempo a confirmar os links, entretanto apareceu o comentário do Rafeiro Perfumado.

    Primeiro quero avisar que o 2º link da Bruna Surfistinha vai para clips de filmes porno da moça. Sou pela divulgação dos artistas. Dentro do mesmo espírito não consegui encontrar imagens em movimento da Andrea True, rival da Linda Lovelace, só fotos.

    Rafeiro Perfumado: não tenho bem a certeza sobre o livre arbítrio das pessoas face à publicidade e à pressão do consumo, mas, mesmo assim, a crise não vem apenas de sobreendividamento mas também da sobrevalorização do preço dos imóveis e dos títulos de dívida, feita por gestores para dar mais dinheiro aos accionistas.

     
  • At 2:34 da tarde, Blogger Armando Rocheteau said…

    Sempre a surpreender quem por cá passa.

     
  • At 9:38 da tarde, Blogger Cadinho RoCo said…

    Ou a vergonha sumiu do mundo ou teremos perdido capacidade de reconhece-la.
    Cadinho RoCo

     
  • At 10:33 da tarde, Blogger stériuéré said…

    Meu caro Táxi, como sempre axo os teus post bastante interessantes. Mas neste fiquei um pouco tristinha:(
    Quando vi a Amii a cantar " Light my fire" dos Doors, ai jesus....
    Fez -me lembar o Castelo Branco . Juro!
    I-me dando o badagaio.
    Vê se fazes um pequeno e grande favor aqui á tua amiguita e faz um post sobe os Doors, vá lá , vá ... ANDA .... please.Bigada pela visita. Mais uma vez adorei as tuas palavras .

     
  • At 2:51 da manhã, Blogger manuel said…

    "o juiz desembargador José Manuel Branquinho de Oliveira Lobo, certo dia, sentiu-se mal da caixa dos parafusos."

    Já tentei este estrategema mas não deu resultado...

     
  • At 3:20 da manhã, Blogger Táxi Pluvioso said…

    Armando por onde tens andado?

    Cadinho Louco: perdemos a vergonha e não vamos encontrá-la tão cedo.

    Stériuéré: exitem infinitas versões da canção, está é uma versão disco sound, não está má. Tenho de pensar se ainda há algo de novo a dizer sobre os Doors para um post.

    Manuel: para o juiz resultou. Foi no bom tempo, hoje nem um juiz se safava. Ou talvez não. Eu ando incrédulo com as propostas do Orçamento. Confirma-se mais uma vez a verdade: devia haver eleições anualmente.

     
  • At 12:39 da tarde, Blogger Carla said…

    ...o outro meio cheio de ar e como acontece com os balões basta uma agulha para rebentar!
    Assim vai Portugal a ver o rei nú a passar e a garantir a beleza das suas roupas!
    beijos

     
  • At 2:08 da tarde, Blogger Táxi Pluvioso said…

    2009 é ano de eleições parece que o rei e os súbditos vão vestir uma roupita...:-)

     
  • At 6:02 da tarde, Blogger Carol Garcia said…

    mais parece que cada vez ela cresce mais ainda :]
    beeijo !

     
  • At 6:30 da tarde, Blogger o que me vier à real gana said…

    Táxi, absolutamente genial o link k deixaste no "real gana"!
    Genial, tb, o epitáfio escrito por Stalin,fosse ele, Stalin, o k fosse!
    Alma agradecida, a tua, ao evocares aqui o grande homem/arte que os Mothers acompanharam.
    Claro, quem aspira a lagosta e champagne tem que meter outros, muitos, a render para si!
    Bem apanhado! Excelente ilustração para o nosso optimismo (há quem lhe chame negativismo!... Não creio!): o garrafão está sempre meio cheio.
    Os CTT pagaram 19000 € a Scolari?... Claro, têm uma enorme cadeia de hipermercados (como sabes),a funcionar com "meia dúzia" de pessoas... daí as enormes filas!
    Da reforma de Marques Mendes?...Nem vale a pena!...
    Do juíz de que falas e do; caído de pára-quedas, ex primeiro-ministro, idem!
    Louvor mais k merecido!
    Quanto à futilidade das declarações da senhora 1ª dama, eh pá... tá td dito acerca da sua função!
    Abraço!

     
  • At 7:15 da tarde, Blogger Carlos Rebola said…

    Mais uma boa "corrida" neste "Táxi pluvioso.
    Desta vez pelas ruas da amargura da "crise", passando, pelos bairros? de luxo, também berços das causas da crise. Causas que os, lá do "alto", nunca tencionarão acabar. O que mais se ouve dizer aos do alto, é que "é preciso manter o sistema a funcionar" custe o que custar, todos sabemos a quem, até á próxima crise provocada pelas mesmas causas.
    Como sempre, nestas "corridas" o sistema audiovisual do "táxi" só nos dá qualidade naquele ambiente perfeito, a que já nos habituou...
    Obrigado

    Um abraço
    Carlos Rebola

     
  • At 7:50 da tarde, Blogger philosophystrikesagain said…

    eu tenho ficado em dúvida acerca da nacionalidade de alguns blogs que venho lendo.a única maneira de descobrir que tu és português é vendo palavras como "actividade" que aqui no Brasil são somente "atividade".muito bom o post.mostra que não é só aqui no Brasil que as pessoas ganham dinheiro fácil por meios não muito evidentes.gostei muito do blog e devo virar leitor freqüente.
    só uma pergunta:como descobriu o meu blog?

     
  • At 4:03 da manhã, Blogger Táxi Pluvioso said…

    Carol Garcia: tudo cresce menos salário.

    Real Gana: os CTT ainda existirem é um grande feito. O volume de cartas deve ter descido drasticamente. Até eu deixei de escrever. Gostava de escrever para os serviços do Estado, só para chatear, mas custava caro, pois as cartas eram registadas, para impressionar.

    Carlos Rebola: estive a ler que os portugueses devem 1,7 mil milhões de euros à EDP. Esta é uma anedota recorrente, aparece todos os anos por altura dos aumentos, mas acho que é A Anedota portuguesa, nunca passará de moda. Tenho que usá-la num post sobre anedotas que penso escrever.

    Philosophystrikesagain: eu sou a favor do acordo ortográfico, embora ache que deviam ir mais longe abolindo os acentos, ou a maior parte deles. Tenho que mudar a grafia das palavras, mas ainda não comprei um dicionário para ver como eles ficaram. Suponho que deve estar fora de causa o Bill Gaitas actualizar o corrector automático, de borla. Foi no blog do Real Gana. Vi a palavra filosofia e, por deformação profissional, tive que ir ver.

     
  • At 2:00 da tarde, Blogger São said…

    Mas no fim é sempre a mesma gente a pagar ...
    Bom fim de semana.

     
  • At 4:25 da tarde, Blogger Humana said…

    E para o povo Português sempre tão afável e cordial, sempre tão optimista, o garrafão está sempre meio cheio!
    Quando oiço falar nessas quantias exorbitantes pagas em publicidade a alguns, penso que afinal estamos num País de ricos!
    A unica coisa que ainda desanuviou um pouco tudo isto foi a vontade imensa que tive de rir com a sua observação ao comentário do Sr Cavaco Silva sobre os "rostos" bonitos que viu!
    Gostei de aqui vir e prometo voltar.

     
  • At 4:52 da tarde, Blogger o que me vier à real gana said…

    Táxi, é claro k aquela rapaziada (empresa) para "sobreviver" tem k se aventurar por outros mares.Ainda assim,é caso para provocar uns sorrisitos... ou mesmo risos.

    Tenho um novo post, pequenito, é fundamental o teu comentário.
    Abraço

     
  • At 9:59 da tarde, Blogger Templo do Giraldo said…

    Olá caro amigo estou de passagem para te deixar uns saudosos cumprimentos.

    Nos ultimos tempos não tens dito nada, quando quiseres passa lá no meu espaço.

    Bom fim de semana.

     
  • At 2:14 da manhã, Blogger Mel. said…

    sim, infelizmente wilde e bettie page tiveram tristes fins.

    e sim, o blog tem a ver com ela! =)

     
  • At 2:54 da manhã, Blogger xistosa - (josé torres) said…

    Os CTT, alugaram/dadas/vendidas, as lojas que não davam lucro.
    As outras ficaram com o encargo de atenderem tudo e todos.
    Até me crescem as unhas dos pés quando vem qualquer coisa registado.
    Se for das finanças, deixo andar ... que não gosto de apertos.
    Bem mas isto é outra música.

    Ficava bem um pps que possuo da "safadinha" ou "surfistinha", é que se o seu mentor não a aconselha, vai acabar mal.
    ganhar dinheiro com a esperteza ...
    Talvez em bordeis das arábias, onde se não pode beber ne fo ... mentar a prostituição. Esta tem que ser controlada e para tal só os sultões é que saltam ...

    Levo dois capítulos de atraso e certamente que vou fazer como no e-mail, em menos de dois minutos, li, 726 e-mails.
    Depois tive que andar no lixo à procura ... mas agora há fatos perfumados, ou serão "ternos"?

    Li, por isso alguém escreveu o que vai ser obrigatoriamente facultativo: O FIM DA ORTOGRAFIA.

    Um pequeno exemplo.
    Cor-de-rosa, terá hímen, quero dizer hífen, por causa da condagração, (dizem os doutos da matéria), mas cor de laranja será sem hífem. Porquê? Porque não!
    Pôr, levará acento, não se confunda com a ppreposição, por.
    "Pode"(pret. perf.), retá FACULTATIVAMENTE acento, (pôde), para se distinguir de pode(pres. do conj.).
    Racionamos, fracionamos e acionamos, (pret. perf.), terão FACULTATIVAMENTE acento para se distinguir de racionamos, fracionamos e acionamos (pres. do conj.) fracion(á)mos terá também FACULTATIVAMENTE um "C" mudo. Porque^??? Porque no Brasil a consoante é pronunciada. Como no Brasil se escreve com "C", nós podemos(?) continuar a escrever em Portugal com "C". Mas aciona(Á)mos não terá "C" mudo obrigatoriamente - accionámos ou accionamos serão erros ortográficos.
    Porquê, porque no Brasil a consoante não é pronunciada: como no Brasil se escreve sem C em Portugal não se poderá continuar a escrever com "C" Deceção e recepção terão um "P" mudo facultativo, não porque a letra "E" se pronuncie com vogal aberta, (isso não tem importância nenhuma para os autores do Acordo, como é afirmado por eles), mas porque no Brasil se escreve com P.
    Mas correcção e intersecção passarão a ser erros ortográficos, porque no Brasil se escrevem senm o "C"
    Expliquem isto a miúdos de 10/12 anos ... ou façam como eu.
    Como não viajo de avião, estou à espera do próximo barca que me leve para o Brasil, onde vou aprender a escrever.
    Depois eu ensino-vos!!!

     
  • At 2:55 da manhã, Blogger xistosa - (josé torres) said…

    Quem gostar de ler histórias bacocas de portugueses ilustres, pesquise e descarregue o novo Acordo.

    Têm anedotas para uns tempos ...

     
  • At 4:12 da manhã, Blogger Táxi Pluvioso said…

    São: então o blog não avança? Retribuo os votos de bom fim-de-semana.

    Humana: na verdade os portugueses são exactamente o contrário, mas gosto de fazer-lhes a vontade. Agora andam com a mania de que são capazes de grandes feitos. É muito hilariante ver os jornalistas encontrando portugueses de sucesso em todo o lado.

    Real Gana: a melhor empresa é a EDP à qual devemos 1,7 mil milhões de euros. Não consigo parar de escrever isto e cair para o lado a rir.

    Templo do Giraldo: já passo por lá. Bom fim-de-semana.

    Mel: então é um blog a linkar

     
  • At 4:25 da manhã, Blogger Táxi Pluvioso said…

    José Torres: estou a ver que o Acordo é complicado e não só para os putos. Com certeza que o Bill Gaitas não vai actualizar, de borla, o corrector automático para evitar os futuros erros ortográficos. Confesso que ainda não comprei o dicionário, nem decidi se comprou ou não. Eu acho que a uniformização da língua é fundamental para ela ter algum efeito no mundo (peso económico, como se diz agora), mas acho também que deviam ter simplificado, abolindo os acentos. De que serve escrever José Manuel Durão Barroso se lhe chamam Jose Manuel Durao Barroso e, até Burroso?

     
  • At 5:46 da manhã, Blogger o que me vier à real gana said…

    Táxi, em relação à dança, mas que é k não... entraria num clube daqueles!?

     
  • At 6:09 da manhã, Blogger Táxi Pluvioso said…

    O vídeo está espectacular.

     
  • At 3:39 da tarde, Blogger deh said…

    aaaamooo anytime anywhere!

    bjo

     
  • At 3:54 da tarde, Blogger Táxi Pluvioso said…

    E eu Les Fleurs du Mal. Fantástico :-]

     
  • At 6:23 da tarde, Blogger Srta Emy said…

    Você sempre consegue me impressionar, seja pela simplicidade ou pela ousadia. Eu gosto mesmo é de poder ler um post escrito com aquilo que realmente habita seus pensamentos!
    Meu beijo malvado-bom!
    :*

     
  • At 1:35 da manhã, Blogger Luís Maia said…

    Então não é que fui obrigado a nomear este blogue para o Dardos

    Confesso não ser muito amante deste tipo de nomeações em cadeia, mas enfim aqui o Expresso dos blogues merece (quem sou eu para o dizer ')

     
  • At 5:29 da manhã, Blogger Táxi Pluvioso said…

    Srta Emy: o mundo é já simples, e com a chegada de São Oh!bama vai ficar um paraíso. Os europeus esperam de joelhos rezando.

    Luís Maia: Dardos? Qu'est ce que c'est?

     
  • At 7:08 da tarde, Blogger manuel said…

    http://sound--vision.blogspot.com/2008/10/saturday-night-live-palin-interpreta.html

     
  • At 8:33 da tarde, Blogger Inside Me said…

    é verdade, se a bruna tiver mesmo esperteza, bom pra ela, e esse povo louco aí tb, abração

     
  • At 3:56 da tarde, Blogger o que me vier à real gana said…

    Eh pá,tenho cá uma fobia às cartas registadas com aviso de recepção!... Olha, coisas mais alegres, como vão as coisas aí pelo Índico?

     
  • At 1:41 da manhã, Blogger manuel said…

    http://brokershandsontheirfacesblog.tumblr.com/

     
  • At 10:34 da manhã, Blogger Carla said…

    tens razão...2009 já tem designers à medida para criarem uma roupa que dê pelo menos a sensação de que tudo vai bem neste "reino" à beira mar plantado...mas como tudo na vida só engole quem quer
    beijos e boa semana

     
  • At 4:27 da tarde, Blogger Táxi Pluvioso said…

    Manuel: a Fey faz um bom "boneco" da Palin. A Palin também faz um bom boneco de si própria. Mas o prémio vai para o Baldwin. Mais um muito bom actor americano tal com o Hasselhoff.

    Inside me: eu já considero a Bruna a melhor filósofa de língua portuguesa. Da língua e de outros órgãos, talvez.

    Real Gana: mandar cartas registadas para os serviços públicos era um acto quase terrorista. Os directores-gerais tremiam de medo.

     
  • At 4:31 da tarde, Blogger Táxi Pluvioso said…

    Manuel: ai que na Bolsa será obrigatório o uso de luvas para não magoarem a cara.

    Carla: o pior será 2010 pois não há eleições.

     

Enviar um comentário

<< Home