Pratinho de Couratos

A espantosa vida quotidiana no Portugal moderno!

segunda-feira, fevereiro 09, 2009

Amor em tempo de alfaces

A iniciativa privada, skate de fortunas, BMX da felicidade, patins do comunismo, é a prancha de windsurf do capitalismo que cavalgará as ondas para um o endless summer em
Maui. E, enquanto os Bancos amoucam às aflitivas súplicas dos políticos e persistem na agiotagem do dinheiro, capando os benéficos lenimentos do crédito na economia, a iniciativa privada imaginativa desenrasca os audazes.
.
Uma moçoila de 22 anos, residente em S. Diego, Califórnia, com o pseudónimo de
Natalie Dylan descobriu uma mina de ouro. Infundida pelos nobres intentos de ir para a Universidade, tirar uma graduação em Psicologia, anunciou o leilão on-line da sua virgindade através do site (e cama) do Bunny Ranch, higiénico bordel do Estado de Nevada. Natalie não está virada para o fuck or die das suas contemporâneas, o seu interesse pelo sexo é meramente antropológico, quer conhecer como a sobreposição cósmica funciona para além do cigarro e do “amanhã telefono”. A sua genital estreia vale 3.8 milhões de dólares, oferecidos por um australiano, com garantia de satisfação, porque nos outros menus ela afiança ter sabença quanto baste. “Não sou pudica” – diz Natalie".
.
[
The Yardbirds – húmus de promissores guitarristas como Jimmy Page, Eric Clapton, Jeff Beck, inovadora banda influenciada pelos Blues e ponte para o rock psicadélico inglês, formada por Keith Relf, vocalista e harmónica, Jim McCarty, baterista, Chris Dreja, guitarrista, e o produtor e baixista Paul Samwell-Smith – no filme Blow Up de Michelangelo Antonioni y “Heart Full of Soul” y “Shapes of Thingsy “Over Under Sideways Down” y “Louise” y “I’m a Man” y “Dazed and Confused”.
.
Renaissance – grupo formado em 1969 por Keith Relf e Jim McCarty, na sequência dos Yardbirds, com John Hawken (pianista nos The Nashville Teens), Louis Cennamo, (baixista de Jimmy Powell & The Five Dimensions) e Jane Relf, irmã de Keith, como segunda vocalista – “Island” – entre Outubro e Dezembro de 70 a cantora americana Binky Cullom encarregou-se da vocalização; em 71 Annie Haslam responde a um anúncio no Melody Maker para substituir Binky – “Carpet of the Sun” y “Black Flame” y “Can You Understand” y “Winter Tree” “Mother Russia” y “Northern Lights” y “Opening Out” y “Ashes Are Burning” – em 1976 Keith Relf morre electrocutado pela guitarra quando ensaiava novas canções para os membros originais dos Renaissance reagrupados sob o nome Illusion].
.
A ideia de Natalie Dylan é genial porque pode ser repetida até aos 90 anos ou mais. Está de acordo com a novas políticas laborais dos Governos, que pretendem pospor a idade da reforma para o dia da morte. Já existia a cirurgia reconstrutiva, uma chatice que envolve médicos e listas de espera. E, se o Governo não conceder cheques-virgem, descontáveis nas clínicas particulares, nunca mais a rompida membrana volta ao lugar. Também se encontra no mercado
cremes que estreitam o canal e, associados a uns esgares e gemidos de dor, burlam os incautos na impressão de uma primeira visita. Mas, a tecnologia made in Japan não pára na pugna pela mercadoria perfeita, e agora comercializou um kit hímen artificial, fácil de colocar e que, quando esfrangalhado, liberta um líquido semelhante ao sangue, enganando o mais sabichão na filosofia da alcova.
.
Neste sector laboral, razoavelmente especializado, não há desemprego. Outra vantagem da actividade exercida na posição horizontal, ou contra a parede, é ser compatível com a vida académica. As alunas da venerável
Universidade de Cambridge, entre auferir 60 €/hora como empresárias em nome individual ou 6 € como repositoras num supermercado, preferem a carreira de acompanhantes… e alfaces. Na França são mais de 40 000 que se seduziram pelos rendimentos da iniciativa privada com target nos cavalheiros com posses. Laura D., estudante de Línguas Modernas Aplicadas, 19 anos, filha de uma enfermeira e um operário, que recebem pouco mais que o ordenado mínimo (cerca de 1 000 € mensais depois dos descontos), relata no seu livro “Mes Chères Études” como uma fille acede aos frutos da rica sociedade moderna.
.
[
The Byrds – surgem em 1964 constituídos por Roger McGuinn, vocalista e guitarrista, Gene Clark, vocalista, David Crosby, guitarrista, Michael Clarke, baterista, Chris Hillman, baixista, criadores do Folk Rock com a sua versão eléctrica de “Mr. Tambourine Man” de Bob Dylan e também outra possível origem do rock psicadélico com a canção “Eight Miles High”, composta quando McGuinn tentava imitar, na guitarra, uma frase musical de John Coltrane em “India” – “Turn! Turn! Turn!” y “Feel a Whole Lot Better” y “All I Really Want To Do” y “The Times They Are A Changin’” / “Do You Believe In Magic” y “You Want To Be a Rock ‘n’ Roll Star” y “Chestnut Mare” y “Hey Joe” y “I Wasn’t Born To Follow”.
.
Em 1966, o
Relatório Gavin – uma lista indicativa das canções apropriadas para o público distribuída às estações de rádio – classificou “Eight Miles High” como sendo uma canção sobre drogas, retirando-a da divulgação radiofónica, responsável pela subida nos topes de vendas. David Crosby explicou que, na época, na Costa Oeste dos Estados Unidos, experimentava-se uma nova forma de expansão da consciência através das drogas psicadélicas.
.
O
LSD foi descoberto, por acaso, em 1938, pelo químico suíço Albert Hofmann, falecido no ano passado com 102 anos, quando estudava a aplicação medicinal de fungos dos cereais, para a farmacêutica Sandoz. No dia 16 de Abril de 1943 uma pequena dose da droga entrou no seu corpo acidentalmente provocando-lhe uma agradável trip. Três dias mais tarde testa uma quantidade maior e sentiu “um poderoso medo de enlouquecer”. A exacerbação dos problemas e conflitos interiores induzidos pela droga fê-lo acreditar no seu valor terapêutico das doenças mentais.
.
A Sandoz vendeu o LSD 25 sob o nome
Delysid e encorajava os médicos a utilizarem-no em si próprios. O psiquiatra inglês Humphry Osmond receitou-o para curar o alcoolismo. Consta que um dos seus pacientes foi Billy Wilson fundador dos Alcoólicos Anónimos. Cary Grant elogiou-lhe virtudes na iluminação do espírito. Na verdade, era uma substância bastante potente, calculava-se que um grama seria suficiente para pôr entre 10 000 a 20 000 pessoas a tripar durante 12 horas, não admira que despertasse a atenção dos aparelhos repressivos do Estado.
.
Os
soldados britânicos, despojados do Império, ingeriram LSD para curtir, mas a CIA não brincou em serviço. Os agentes secretos montaram a Operação MKULTRA destinada a verificar as possibilidades de aplicação nos interrogatórios e no controlo da mente. Nas décadas de 50 e 60 incautos cidadãos americanos servirão de cobaias. No Outono de 59 até 1962 instalaram o programa na Universidade de Harvard. Um dos felizes participantes foi Theodore Kaczynski, conhecido como Unabomber, que mais tarde escreveu uma elucidada crítica sobre o propósito repressivo da tecnologia na sociedade moderna no manifesto “A Sociedade Industrial e o seu Destino” e enviou 16 cartas-bomba para vários locais, como Universidades e companhias aéreas, matando 3 pessoas. Desde 1978 a 1995 o FBI apanhou hotdogs na investigação mais cara de sempre e só o caçou pela chibaria do irmão e cunhada, David e Linda Kaczynski, a troco do prémio de um milhão de dólares.
.
No final dos anos 50, quando um amigo lhe disse que havia LSD à borla, e ainda pagavam 20 dólares, no Hospital Menlo Park Veterans em Palo Alto – outro local integrado no clandestino projecto da CIA –
Ken Kesey, frequentando uma pós-graduação em escrita criativa na Universidade de Stanford, logo acorreu como voluntário. Inspirado nesta situação, de rato de laboratório para uma instituição governamental, escreveu o sucesso editorial “Voando sobre um Ninho de Cucos” que lhe proporcionou o desafogo económico para ir viver para La Honda, nas montanhas ao sul de S. Francisco, onde entretinha amigos com festas de ácido. Kesey declarou: “ eu era muito novo para ser beatnik e demasiado velho para ser hippie”, todavia o seu encontro com Neal Cassady – o mítico beatnik eternizado nos livros “The Electric Kool-Aid Acid Test” de Tom Wolfe, “Go” de John Clellon Holmes e “On the Road” de Jack Kerouac – e as festas em S. Francisco farão dele um elemento essencial na transição para o psicadelismo hippie.
.
Ken Kesey e os seus amigos designavam-se por Merry Pranksters. Um grupo que vivia em comunidade promovendo a transcendência e estética resultante do consumo de drogas alucinogénicas. O ambiente musical, nas sessões de LSD, estava cargo da desconhecida banda The Warlocks, depois chamada Grateful Dead. Em 1964, para comemorar a publicação do segundo livro de Kesey, “Sometimes a Great Notion”, e visitar a Feira Mundial, iniciaram uma viagem de S. Francisco até Nova Iorque. Baptizaram o autocarro Furthur (further + future), decorado com motivos psicadélicos, Neal Cassady, antigo ladrão de carros cheio de lábia, assumiu o posto de motorista. Pelo caminho distribuiriam LSD a quem se mostrasse interessado na experiência, numa atitude, comum na época, de desvio das armas de subjugação do inimigo para livre usufruto do povo].

62 Comments:

  • At 1:59 da tarde, Blogger Táxi Pluvioso said…

    Como demorei muito tempo na publicação deste post é natural que alguns links tenham sido bloqueados. Vou levar alguns dias a verificar todos.

    Segui a sugestão da São e fazer uma volta pelo LSD, foi uma carga de trabalhos resumir a história em poucas palavras, mesmo assim ficou longa demais. Espero continuar com os Grateful Dead e finalmente os Doors.

     
  • At 3:50 da tarde, Blogger manuel said…

    "fácil de colocar e que, quando esfrangalhado, liberta um líquido semelhante ao sangue, enganando o mais sabichão na filosofia da alcova."

    ah ah ah ah!

    Excelente post, e muito bem resumido.

     
  • At 3:54 da tarde, Blogger manuel said…

    http://undeadfilmcritic.blogspot.com/2009/02/optical-illusions.html

    Ilusões ópticas.

     
  • At 4:28 da tarde, Blogger Táxi Pluvioso said…

    Manuel: ai! os homens nasceram para ser enganados.

     
  • At 6:29 da tarde, Blogger manuel said…

    No dailymotion acho, tem muitos filmes com a Angel. Excelente o vídeo com o Jimmy, perdemos foi um biólogo...

     
  • At 11:04 da tarde, Blogger manuel said…

    Pensei que ias pôr o tal vídeo do antonioni, sendo assim ponho eu eh eh.

     
  • At 3:57 da manhã, Blogger Humana said…

    Meu querido, os homens adoram ser enganados!Lol
    Essa do himen artificial só pode mesmo ser fetiche, porque que eu saiba os homens pouco se borrifam pra isso!
    Quanto à tal dita profissão que chamam de "vida fácil", sinceramente devo ser mesmo quadradona!
    Sei que me vais gozar como é hábito não Táxi?Aqui a romantica preferia esfregar escadas de joelhos e olha que na situação que mes encontro se calhar não está longe...
    Beijinhos e tenho sentido a tua falta.Pões-me um sorriso nos lábios e olha que bem preciso!

     
  • At 5:52 da manhã, Blogger Táxi Pluvioso said…

    Manuel: A Angel é uma grande vedeta. Ou era. Agora ela deve estar um pouco escafiada.

    Meti o Antonioni na cena dos Yardbirds no Blow up. A melhor cena sobre o valor do pop e das coisas em geral. Quando o David Hemmings foge com o braço da viola de Jeff Beck. Na rua atira para o chão depois de fugir dos fãs que desejam o objecto de culto. Um tipo apanha-o e volta a atirar fora. O mesmo raciocínio se aplica às ceroulas de Salazar. Tinham valor no ministerial rabo, no estendal não passam de mais um pano. Pop it up!!

    E o Jimmy Page querer descobrir o cancro é demais. Teve muita sorte em não apanhar um.

     
  • At 5:55 da manhã, Blogger Táxi Pluvioso said…

    Humana: 3.8 milhões? Eh pah não sei se não mudava de sexo só para facturar :-))))) oh vil metal oh!

     
  • At 1:49 da tarde, Blogger Inês Brito said…

    Muito bom mesmo.. Não entendo é como podem ter credibilidade numa gaja associada ao Bunny Ranch como sendo virgem, mas ela lá sabe.

    Bj,
    (i)

     
  • At 12:46 da tarde, Blogger Táxi Pluvioso said…

    Bom... no Bunny Ranch elas são quase virgens.

     
  • At 3:20 da tarde, Blogger São said…

    Essa do leilão acho incrível...e . ainda mais, o sítio....
    Tudo de bom.

     
  • At 3:25 da tarde, Blogger São said…

    Desculpa, só agora reparei: obrigada por aceitares a minha dica!

     
  • At 3:44 da tarde, Blogger Táxi Pluvioso said…

    Para as pessoas se promoverem vale tudo. Eu acredito tanto que ela seja virgem como num banqueiro sério e honesto.

     
  • At 4:31 da tarde, Blogger Carlos Rebola said…

    Que há gente e coisas para tudo, isso há...
    Se essa da virgindade pega, a senhora da cova da iria, ainda faz alguma malfeitoria por ciúmes e inveja, ainda volta para fazer pela vidinha e desfrutar eternamente da sua virgindade facturando… Mais um “buraco negro” financeiro.
    Nesta viagem ficamos a saber que na rota do LSD há criações de valor...
    Mas fiquei perplexo e curioso sobre algo que observo há tempos, que alguns políticos parecem usar "botox" nos lábios faz-me pensar se é só uma questão de imagem (sexy?), mas o facto de eles parecerem andar "pedrados", a avaliar pelo que dizem e fazem, faz-me questionar, que raio de "droga" andam a tomar, que deles não sai nada de jeito?!...

    Gostei da "corrida" enquanto ouvia “I Wasn’t Born To Follow” e “India”.

    Abraço
    Carlos Rebola

     
  • At 5:50 da tarde, Blogger Rafeiro Perfumado said…

    3,8 milhões para dar a primeira trancada numa tipa (que nem é ruiva nem nada)? Isto é quase uma ofensa para quem passa fome, de comida e de sexo!

    Abraço!

     
  • At 2:13 da manhã, Blogger o que me vier à real gana said…

    Táxi, boa noite!

    ... Ah ganda Natália! Mulher de génio!

    Lúcia no Céu com Diamantes, eh pá, nunca experimentei. Já não é da minha geração. Mas a malta antes da minha devia conhecer as nuvens como ninguém!

    O pessoal guitarrista k referes era e é danado para as pentatónicas. Fizeram vida disso... O Jeff fazia tb usp de outros recursos, verdade seja dita. Mas, mas... tudo pessoal do melhor, daquele k não morre!

    Abraço

     
  • At 1:42 da tarde, Blogger Táxi Pluvioso said…

    Carlos Rebola: os buracos negros têm sido a salvação em muitas crises económicas. Lembro-me da "descolonização exemplar" ter formado, em muitas ruas e esquinas da Lisboa, pontos de trabalho de esforçadas trabalhadoras.

    Os políticos andam aos bonés nem os economistas lhes salvam. É preciso que o único salvador, o tempo, passe.

     
  • At 1:46 da tarde, Blogger Táxi Pluvioso said…

    Rafeiro Perfumado: nem ruiva nem a rainha da Inglaterra (única senhora que vale a massa em questão).

    Real Gana: e o Jimmy Page. Na época dos Zeppellin dizia-se que ele se fechou num quarto a consumir heroina.

     
  • At 11:18 da manhã, Blogger Mariazita said…

    CONVITE

    Este convite permite-lhe o acesso ao blog A CASA DA MARIQUINHAS,para o qual está convidado a comparecer amanhã, dia 14 de Fevereiro, à hora a que desejar.

    Chamo a atenção para o facto de a admissão ser restrita, pelo que deverá fazer-se acompanhar pelo presente “convite”, sem o qual corre o risco de lhe ser barrada a entrada, já que é “Reservado o direito de admissão”.

    E porquê amanhã, dia 14 de Fevereiro, dia dos namorados?
    Se outro motivo não houvesse, haveria este:

    14 de FEVEREIRO DE 2009
    INÍCIO DA TRANSMUTAÇÃO DO KARMA PESSOAL E MUNDIAL
    No dia 14 de fevereiro as 7h.25m. horário de Greenwich - (São Paulo as 7h.05m. e em Lisboa as 7h37m.) haverá um forte alinhamento dos planetas, todos no signo de Aquário: Sol a 25º, Netuno 24º, Kiron 21º, Júpiter 19º, Nódulo Lunar 8º, Marte 7º e Mercúrio 29º de Capricórnio, todos na 12ª. Casa: do Karma, significa a finalização de um ciclo kármico. A energia atinge toda a humanidade, porém a libertação é individual, é de dentro para fora, ou seja, precisamos estar receptivos a essa energia planetária. A nossa mente, alma e espírito devem estar conectados com essa vibração transformadora, o ideal é realizar uma meditação durante 18 minutos.
    A Lua estará no Signo de Balança, emitindo amor e equilíbrio às nossas vidas.

    Beijinhos
    Mariazita

     
  • At 1:08 da tarde, Blogger Táxi Pluvioso said…

    Mas então o dia dos namorados não foi uma invenção dos comerciantes americanos quando viram as lojas vazias?

     
  • At 11:31 da tarde, Blogger manuel said…

    http://adventuresinnerdliness.blogspot.com/2009/02/new-sony-huh.html

     
  • At 11:14 da manhã, Blogger Táxi Pluvioso said…

    Vivemos nums sociedade de fucking shit mas que dá muita felicidade em falta de melhor.

     
  • At 2:20 da tarde, Blogger deh said…

    putz!! n sou mais virgem!!

     
  • At 3:33 da tarde, Blogger Carol Garcia said…

    nossa que tema heein amor em tempo de alface :O
    mais achei que tem mais ou menos haver so com o texto ushausha
    BJ

     
  • At 11:10 da tarde, Blogger mariam said…

    Táxi,

    Santo Deus! com todo este AMOR !
    e... 3,8 milhões!!!? não terá sido antes uma estratégia de marketing combinada??? rsrs

    bom fim-de-semana
    um sorriso :) e um...'até já'
    mariam

     
  • At 10:46 da manhã, Blogger Táxi Pluvioso said…

    Deh: nos dias de hoje isso é uma criação de espírito, algo que se pensa ser.

    Carol Garcia: neste tempo só nos dão alfaces ou pedras no sapato.

    Mariam: claro que é marketing. A moça apareceu em tudo o que é progama de TV e já deve ter vários contratos para Hollywood.

     
  • At 4:57 da tarde, Anonymous Presidente da Internet said…

    Nataly, a Virgem Cósmica. Com um acidozinho prá carola ficava logo sem himen.

    No Bunny Ranch os clientes são todos amigos do patrão. Por isso se não há sexo o Dennis paga..
    ou então joga-se xadrez...

    Quanto às futuras profissionais horizontais, não há crise. Podem sempre ganhar umas massas no poker...

     
  • At 2:44 da manhã, Blogger o que me vier à real gana said…

    Táxi, hoje só mesmo pr'a desejar boa noite a ti e aqui à rapaziada!

    O Jimi, na altura, devia ser cá um danado!

     
  • At 1:19 da tarde, Blogger Táxi Pluvioso said…

    Presidente da Internet: no Bunny Ranch os clientes devem diminuído. Muitos eram milionários da Bolsa que devem andar com os saldos bancários descobertos para gajas que cobram preços acima da tabela.

    Real Gana: o Jimi perdeu-se naquele hotel Califórnia, todos entravam mas ninguém saía.

     
  • At 1:27 da manhã, Blogger xistosa - (josé torres) said…

    No comentário que abre os comentários, aqui tinha mesmo que ser um comentário redundante, EMENDE lá o LSD.
    Os tipos e as ... são do PSD, não os enlouqueça ou alucine.
    É só um aparte.
    Cheguei tarde ao banquete e já se foi a virgindade ...
    Ainda andei pelos altares das redondezas, mas está tudo negro, nada de santos ou virgens.
    Não, afinal está tudo no sítio, ou melhor, penso que ...
    Fiquei com a visão deturpada momentaneamente.
    São coisas que no meu tempo não se viam à venda ... mas os tempos mudaram e agora é tudo mais materialista, por tudo e por nada, querem dinheiro.
    Antigamente, um molho de folhas de milho, para afofar os torrões e ... ouvia-se as águas do Minho correrem mansamente ... que bucólico e idílico.
    E era tudo grátis.
    Também não existiam tantos bancos, quer nos jardins, quer nas esquinas e em locais estratégicos, como salteadores relampejantes de carteiras.
    Não li o resto da história, nem sei se chegou a cair na cama ... com a mala cheia de milhões.
    Por vezes admirava-me como em alguns países bastante atrasados, havia quem vendesse a alma e a consciência ... afinal há muitas partes do corpo humano que ainda têm algum valor.
    Não tive oportunidade de ouvir este, Jim McCarty, deixou cair a batuta e não estou para aturá-lo.
    Parece que não é batuta, mas que são parecidos, lá isso é uma verdade.
    Também costumo utilizar uns pauzinhos parecidos, quando faço espetadas de lulas, mas estas, o único som que emitem é um chiar, ou será um esgar?
    Caramba ... ao que chegou a alta tecnologia, um "revirginator" ...
    Será que os 3,8 milhões de dólares não serão para pagar o kit?

    Como não gosto de confusões, vou-me afastar.

    Sobre acompanhamentos e acompanhantes, só quero deixar um alerta.
    Nada de pagamentos adiantados, porque muitas são vegetarianas ... e depois do dinheiro no cofre, a cenoura vai murchar.
    A vida é para ser vivida rapidamente e se com prazer ou sem ele, mas com dinheiro, tudo bem ... que venha a Faculdade de poder fazer o que se quer e apetece.
    Penso que só a primeira vez é que é mais cara, depois há a habituação, a concorrência e a descida dos preços.

    Perdi-me ... ando em obras e tenho tudo de pernas para o ar, eu não, nem a m/sócia que ainda conseguimos pular.
    Mas como não consigo fazer a empreitada toda duma vez, vou apanhar umas couves e fazer um caldo verde.
    Parece-me que com PSD, dá uma mistura explosiva.

    Vou colocar a panela ao lume ... até já!

     
  • At 10:47 da manhã, Blogger Mariazita said…

    Porque vou ausentar-me a partir de hoje à noite e até meados da próxima semana, não poderei, neste período, fazer, como tanto gosto, as habituais visitas e comentários.
    No entanto deixarei programado (assim espero!) um post para ser publicado na quinta-feira (Anita) e outro para domingo, que, se quiseres, podes ir ver.
    Hoje ainda, tenciono publicar no Lírios.
    Até ao meu regresso.
    Bom Carnaval.
    Beijinhos
    Mariazita

     
  • At 1:53 da tarde, Blogger Táxi Pluvioso said…

    José Torres: nestes tempos as coisas de borla vão acabar. Também não creio que a moça americana tivesse virgindade para vender, a própria apresentadora diz que aquilo se perde fácil, caído de um cavalo ou noutro salto mais esforçado. Ela encontrou mas foi uma forma de promover-se. Depois logo se vê se ganha algo ou acaba na rua a vender não-virgindade por tuta-e-meia.

    Não se deve pagar adiantado, nem beber nada oferecido pela senhora e verificar se ela não tem uma faca na mala. Há muitas que querem o dinheiro sem terem o trabalho de ir ao bidé lavar o “engodo”.

     
  • At 1:54 da tarde, Blogger Táxi Pluvioso said…

    Mariazita: eh já me tinha esquecido do Carnaval.

     
  • At 12:11 da manhã, Blogger xistosa - (josé torres) said…

    Por falar no bidé, se for como cá em casa, é o melhor sítio ou local para colocar o bacalhau de molho ... e fica com um gostinho que até parece ...
    Parece, mas não é e vale mais ser e não parecer, do que ser e não parecer.

    Mas há casos inacreditáveis.
    Vi com estes dois, não que estão na ponta dos dedos, mas nos olhos, uma confusão dos diabos na TVI, como tenho pouco interesse por crimes de faca e alguidar, este chamou-me a atenção, mas já tinha sido consumado.

    Foi há cerca de 2 anos, mas sou suspeito em datas.
    Só sei que que todos os dias tenho que me levantar ... mesmo contrariado.
    Então a dita, pôs a leilão na Net, a virgindade, ou o local exacto.
    As verbas foram-se ...
    Apareceu um inglês duma religião qualquer.
    Tudo combinado e no dia X à hora combinada, lá estava a dita cuja de pernas abertas para arejar, foi num dia quente, quando aparece ele e a família, pais tios, irmãos, não sei se alguma irmã ...
    Não sei quem se foi abaixo, mas parece-me que foi ela que se apeou.
    Uma amiga que a tinha ajudado, ajudou-a mesmo e substituiu-a ...
    Recebeu as massas, apaixonou-se ... (pelo dinheiro dele ou pela assistência, isto acrescento eu) e casou.
    A outra queria metade, não cheguei a saber bem o porquê ou o quê, se da família, do dinheiro, do sangue, (uma história sem sangue não tem venda), se da coisa do coiso.
    E então estavam de corda ao pescoço, como o outro desalmado que há uns anitos foi pagar a promessa, com a família a assistir.
    Vê-se que a história repete-se.
    Então o D. Egas ... bem já todos sabem que a corda partiu-se ...
    Mas não foi ou não ia a Fátima, que ainda não existia e foi por causa de pagadores de promessas que a construíram ...
    Já estou sobre a azinheira e até me encontro a sorrir, como nos recôndidos do Cu de Judas, peço desculpa, que este fica, salvo erro nos Açores, na Ilha de S. Miguel, se não o mudaram de local.
    Depois a história descambou para conversa de advogados e como não gosto de meter a foice em seara alheia ... desci ...

    Com isto tudo, nem sei se a mocinha sempre se passou com o PSD.
    Agora é a da sua história.
    Desculpe chamar-lhe história, mas todos os nossos "reises", tiveram um pseudónimo e não é por isso que merecem menos repulsa, quero dizer, desconsideração.

    Que liga á publicidade está arrumado.
    Então os cremes não são para facilitar?
    Parece que para refazer ou estreitecer, o termo é recauchutagem e hoje em dia a técnica está evoluidissima que até se faz a frio ...
    Ao que chegou a mecânica propedêutica, (a da introdução).

    Já agora só para terminar.
    Um ladrão de carros não é um bom motorista?

     
  • At 12:16 da manhã, Blogger manuel said…

    http://www.youtube.com/watch?v=x-rw2MEwYUY&feature=related

     
  • At 12:02 da tarde, Blogger Táxi Pluvioso said…

    José Torres:Bacalhau no bidé? Seria um bom título para uma canção do Tony Carreira para comemorar o Portugal novo. Vamos ter mais um santo, viva ele, viva!

    Ainda chegará o dia em que as Finanças, sem outro “bem”, penhorarão on-line a virgindade das devedoras ao fisco. E quem licitar será enganado, como sempre sucede com estes assuntos de Estado.

    Um ladrão de carros dava até um bom ministro, primeiro ou segundo.

     
  • At 12:03 da tarde, Blogger Táxi Pluvioso said…

    Manuel: punk espanhol mas a "dançarina" parece lusa.

     
  • At 3:13 da tarde, Blogger Rafeiro Perfumado said…

    À Rainha de Inglaterra tinham de pagar os dois milhões a mim...

     
  • At 3:16 da tarde, Blogger Táxi Pluvioso said…

    Poça!

     
  • At 3:13 da manhã, Blogger manuel said…

    http://img13.imageshack.us/my.php?image=sashaandpasha3mpgcs4.jpg

     
  • At 9:27 da manhã, Blogger Táxi Pluvioso said…

    Não consigo abrir isto com o Gaitas tenho de usar o Mozilla.

     
  • At 2:30 da tarde, Blogger Carla said…

    inteligente essa tal Natalie
    ...como sempre um prazer ler-te
    beijos

     
  • At 3:37 da tarde, Blogger Táxi Pluvioso said…

    Esperteza não lhe falta.

     
  • At 1:55 da manhã, Blogger manuel said…

    Finalmente algo útil:

    http://i31.tinypic.com/34q8ux3.jpg

     
  • At 7:32 da manhã, Blogger Táxi Pluvioso said…

    Sem dúvida muito útil.

     
  • At 9:05 da manhã, Blogger São said…

    Bom Carnaval!

     
  • At 9:51 da manhã, Blogger Táxi Pluvioso said…

    Com todos os "casos" que há em Portugal tenho dificuldade em distinguir as efemérides.

    Igualmente!

     
  • At 2:34 da manhã, Blogger Inside Me said…

    nossa, q postão! mas tem muita informação boa. ah, tb to passando pra desejar um bom fim de semana, bj

     
  • At 9:29 da manhã, Blogger Táxi Pluvioso said…

    E semana de Carnaval nunca mais acaba bfds.

     
  • At 9:16 da tarde, Blogger Inside Me said…

    my god, ja se vende de tudo nesse mundo, até virgindade... e o caso lsd, impressionante...

     
  • At 1:56 da manhã, Blogger Luís Correia said…

    As levi´s são muito boas, é o meu modelo para senhora preferido.
    Quanto ao Obama a tapar o sexo da moça, realmente concordo com o que o entrevistador diz, como é possível haver pessoa que não gosta???
    Ela é uma maravilha, quanto ao Obama, veremos....
    EH EH EH
    Bom Carnaval.

     
  • At 4:13 da tarde, Blogger dona tela said…

    Explique-me o que é um "usufruto", sff.

    Muitos cumprimentos.

     
  • At 1:26 da tarde, Blogger Táxi Pluvioso said…

    Inside me: eu só fico admirado com as coisas grátis. Se é que existe alguma ainda... :-)

    Luís Correia: Obama é o pregador que o mundo precisava. Veremos se o Bobby Jindal lhe ganha a presidência em 2012. Com o êxito do Slumdog, talvez.

     
  • At 1:37 da tarde, Blogger Táxi Pluvioso said…

    Dona Tela: usufruto é tomar posse de algo e usar em proveito próprio.

    O pessoal dos anos 60 alimentava essa inocente ideia de que era possível desviar as coisas para uso do povo.

    Timothy Leary descrevia ufano na Revista Pataphysics essa luta. "Roubamos o poder do LSD da CIA, e agora o poder dos computadores da IBM, tal como salvamos a Psicologia dos analistas e doutores". Eles viam-se como uma espécie de Prometeu que rouba o fogo aos deuses para dar aos humanos.

    No entanto, a tecnologia serve para um controlo mais apertado dos seres humanos. Esta história dos serviços secretos ingleses e satélites a vigiar o Algarve dá para ter uma ideia do que vem aí.

     
  • At 10:52 da tarde, Blogger Armando Rocheteau said…

    Em crise de escrita? Ou será antes mais um boicote?

     
  • At 3:40 da manhã, Blogger manuel said…

    http://www.youtube.com/watch?v=-xxh492o2aM

     
  • At 4:16 da manhã, Blogger manuel said…

    http://data.tumblr.com/BCFVP7xlbkedd1sodSglas3Go1_500.jpg

     
  • At 1:36 da tarde, Blogger Táxi Pluvioso said…

    Armando: está quase. Sucedeu o costume, como meti muitos links no post anterior, demorei muito tempo a vê-los, ou revê-los, todos.

    Depois tenho muita informação para condensar. A parte sobre os Doors é um post em si. E o resto com cinema independente e o renascer do sonho dos anos 80, não está fácil.

    Se não estiver pronto amanhã, está no Sábado. I hope, porque não posso dizer yes I can.

     
  • At 1:47 da tarde, Blogger Táxi Pluvioso said…

    Manuel: não conhecia o vídeo mas tenho alguns discos destes hillbillies. Fazem covers de outros grupos, lembro-me dos AC/DC.

    O quadro da polémica, muito gostam os lusos de polémica, tenho que escrever uns posts sobre a cultura deste povo plantado a ouvir fado. Querem-se armar em cultos porque pintada é arte, mas verdadeira é pornografia, ora tenham dó.

    Os lusos só tiveram dois intelectuais que os perceberam. Jorge de Sena, que apesar de tudo considerava, erradamente, que os lusos são inteligentes, os os lusos são tolos e agora tornaram-se ridículos, e António Botto que lhes cantou a "profunda alma".

     
  • At 1:59 da manhã, Blogger philosophystrikesagain said…

    não que eu entenda muito de rock progressivo mas renaissance é uma das minhas preferidas do estilo(junto ao meu amado pink floyd).
    e sobre o Yardbirds:a "árvore genealógica" gerada pela banda tem Renaissance e Led Zepellin.nunca vi uma banda que ao se dissolver gerou tanta coisa boa,além do fato de que o próprio Yardbirds já era ótimo(pelo menos o cd ao vivo do meu pai é ótimo).

     
  • At 4:09 da tarde, Blogger Táxi Pluvioso said…

    Os Yardbirds são uma das melhores bandas inglesas da altura, infelizmente a sombra Beatles cobria os outros talentos.

     

Enviar um comentário

<< Home