Pratinho de Couratos

A espantosa vida quotidiana no Portugal moderno!

quinta-feira, abril 01, 2010

Viril feminino

.

As boas vontades enchiam o Inferno, quando lhe roçaram pelo gorgomilo, o Diabo, cívico, meteu-as no seu ecoponto: a Terra; desde aí, a boa vontade excede o número de hOmens no planeta. Um dos almejos, mais perto do coração dos hOmens, que muitos esfalfou, foi o igualamento: escrevia Gracchus Babeuf* no “Manifesto dos Iguais” (1797): “que entre os homens não exista mais nenhuma diferença do que aquela que lhes é dada pela idade e pelo sexo”. Homem de boa vontade mas má previsão. Não anteviu o século XXI: o século da Verdade: da verdadeira igualdade, que passeou em frente, essas duas residuais dissemelhanças. A idade foi fácil, o creme baba de caracol impede o hOmem de avançar além de os doces 16. O sexo, resistiu engolir a diferença, agasalhado em excessos de rendimento feminino de 84 por 4**, do “biquinado” banho de sol, das belas americanas, das feias italianas… Mas, na época da consciência ebuliente… mulheres de farronca voz – como Rachel Heyzer-Kloosterwaard, ex-vocalista dos Sinister, Angela Gossow dos Arch Enemy ou a síntese das canadianas Kittie – apagam intervalos na vibração vocal, e os homens, ingerindo brometos e nenúfares***, esbatem na figura corporal.

----

* A Revolução Francesa, além de meia dúzia de poucas ideias, que impressionaram um quarto no seminário de Tubinga, ocupado por Hegel, Schelling e Hölderlin (cerca de 1788), inventou aquilo que o povo realmente estimou: a guilhotina: acotovelavam-se nas primeiras filas para receber os salpicos de sangue. Babeuf escreveu uma canção: “Morrendo de Fome, Morrendo de Frio”, que fervia a guelra nos botequins, quando a Conspiração dos Iguais falhou, obteve a honra suprema: – dar prazer ao povo: guilhotinaram-no dia 27 de Maio de 1797. Finou a sua última carta: “adeus para sempre! Mergulho no seio de um sonho virtuoso”.

** Número de homens (84), pelo número de horas (4), putativamente despachados pela actriz porno russa, Katja Sambuca.

*** Receita de André Marcueil, herói d’ “O Supermacho”, de Alfred Jarry, para restringir a sua incomum potência sexual ao trivial: “durante cinco anos comeu brometo, bebeu nenúfar, tentou extenuar-se com exercícios físicos”.

.

Reposição da verdade será a característica principal, que a nossa época legará aos futuros: verdade desportiva, judicial, governamental, fiscal, policial, paroquial, comercial… A verdade sexual içará amaviosos cálices aos lábios masculinos, drinks de felicidade e não de morte como Harmódio e Aristogíton, os tiranicidas de Atenas, porque haverá também verdade virginal. – Pisístrato, em 546 a.C., instaura uma ditadura em Atenas. Foi um bom tirano*, o seu programa de estabilidade e crescimento enriqueceu a cidade. Depois da sua morte, os filhos Hípias e Hiparco conservam-se no poder, preservando as paternas políticas. A sua aura declina quando Hiparco abusa do poder. Cai de amores por Harmódio, eromenos** de Aristogíton, e, ao levar uma tampa vinga-se de forma cruel. Convoca a irmã mais nova de Harmódio, para a função de canéfora, no Festival Panatenaico, para publicamente a recusar, alegando que ela falharia no teste da tinta azul e vermelha e da moca***. Uma vergonha ilimitada para toda a família, Harmódio, para lavar a honra, e Aristogíton por ciúme, resolvem matar Hiparco e terminar a tirania. O tirano morre apunhalado. Harmódio morreu no local trespassado pelas lanças dos guardas de Hiparco. E Aristogíton mais tarde, torturado por Hípias, que se transforma num tirano cruel.

----

* Em grego, tyrannos, significava apenas um soberano que tomou o poder pela força.

** Significa “amado”. Um jovem, companheiro de um adulto (erastēs), não limitado só aos prazeres eróticos. Também participavam juntos na actividade política, social, intelectual e até na guerra.

*** Isto é, não seria virgem, condição obrigatória para o cargo. O teste de virgindade, posterior aos gregos, obedece à seguinte posologia. Certo dia um futuro esposo, desconfiando do estado de conservação da noiva, consultou o médico: – Sr. Doutor, como posso ter a certeza que ela é virgem? O clínico, após auscultar o problema, recomendou: – você compra duas latas de tinta, uma azul e outra vermelha, e uma moca. Pinta um testículo de uma cor e o outro da outra. Na noite de núpcias, quando se apresentar nu perante a sua esposa, se ela exclamar “é a coisa mais estranha que já vi na minha vida”, você dá-lhe com a moca.

.

O reino animal acomoda-se na nova virilidade feminina – a síntese do melhor de ambos os sexos: a perfeição da selecção natural*. Roy e Silo, dois pinguins do zoo de Nova Iorque, associaram-se, chocaram um ovo, educaram uma cria e divorciaram-se, ao fim de seis anos de vida em comum. No zoo de S. Francisco, outro casal de pinguins, Harry e Pepper, separaram-se depois de um arranjinho, também de seis anos, com a intromissão de Linda, uma viúva “com um plano”, de não estacionar o carro. Nos animais ou nos humanos, a ocasião faz a opção… sexual. Lindsey Lohan, actriz de lábios renovados, família comível, com pancada pela Marilyn Monroe, enfeitiçou-se por Samantha Ronson. Uma paixão, pobre em rendimento financeiro mas, pela embalagem dentro do biquíni, rica na passagem do corredor a pano: expira em porrada no ano passado. Em Fevereiro de 2010, Lindsey declarava na Inglaterra: “nunca tinha pensado em mulheres antes, aconteceu com Samantha. Foi uma surpresa para mim (…) se não fosse por Samantha, provavelmente estaria com um rapaz. Ela é a única mulher pela qual me senti atraída. Nós amamo-nos. Talvez nos reconciliemos, talvez”.

---

* Charles Darwin: “enquanto a selecção natural actua unicamente por e para o bem de cada ser, todo o ambiente corpóreo e mental tende para a perfeição”.

.

[Jeliya (singular: jeli; feminino: jelimusow) – casta de músicos / historiadores / oradores / mediadores de disputas / assessores no Império Mande: centrado no Mali, estendendo-se ao longo do rio Níger, fundado, algures no século XIII, pelo mansa (“rei dos reis”) Sundiata Keita: – contratados pelos nobres, transmitem informações genealógicas e acontecimentos históricos da família e os feitos actuais do seu patrono, e exortam-no a uma conduta moral modelar, para não denegrir o bom nome da sua linhagem. Certo dia o imperador Sundiata confiou ao seu jeli, Diakouma Doua, uma missão de espionagem do seu inimigo Soumaoro Kanté, da tribo Soso, na Guiné: durante essa incumbência Doua descobriu um instrumento, o soso bala (ou balafon), fonte de grande poder do feiticeiro de Soumaoro; a sua mestria desse instrumento impressionou Soumaoro que o nomeou “bala fasséké kouyaté” (“mestre da bala”); desde essa época, a sua família é guardiã do soso bala, conservando-se o original, com cerca de 800 anos, na cidade de Niagassola. Se o centro do império era o Mali, cada região especializou-se nos seus próprios instrumentos, diz o jeli Lamine Soumano: “se querem aprender bala vão para a Guiné ou Mali. Se querem aprender kora vão para a Gambia e o Mali. Se querem aprender n’goni só têm de ir para o Mali”. Os jeliya, por serem uma casta de jograis endógena (casam-se entre si), mantêm o mesmo apelido: Kouyaté, Soumano, Kanté, Diabaté…

.

Alguns jeliya do Mali: Abdoulaye DiabatéAfel BocoumBaba SissokoCheick Hamala Diabaté ♪ nascido no Mali, e falecido em Abidjan, na Costa do Marfim, produziu sons perto do funk, o saxofonista Moussa Doumbia. Entre as jelimusow: Hawa Dramé perpetuou a cultura musical Bambara (alistada na escala pentatónica*), secundada pela sua filha Assa BagoyogoOumou SangaréKandia Kouyaté ♪ – e, desse capitolino território de avestruzes políticas europeias, o Sahara Ocidental, Mariem Hassan.

----

* Comparação com a escala dodecafónica na Toca do Brontops.

.

Essoutras jogralices por África: no Zimbabué, na década de 70, Simon Chimbetu e o irmão Naison (e John Chibadura) percorriam os hotéis e clubes nos Sungura Boys*. No calor revolucionário da independência, Karl Marx traduzido em Pequim, em papel bíblia, estropiava mentes impressionáveis, e os irmãos Chimbetu formam banda própria, pró combate ideológico, os Marxist Brothers ► “Ndiyamure Mukoma” ♪ “Samanyika”. Em 1988 a realidade bate à porta: separam-se; em 89 Simon Chimbetu é condenado, por roubo de um carro, a quatro anos de cadeia, enquanto dentro, a mulher abandona-o; de regresso à vida civil recompõe a sua carreira musical com os Dendera Kings, – nome da fazenda, distribuída por Robert Mugabe, durante a subtracção de terras aos colonos brancos, para empretecer a produção agrícola do país; em 2000 não pagava aos trabalhadores; morreu em 2005.

----

* Sungura um género musical zimbabueano que mistura rumba, reggae e jit.

.

Noutros alegres trópicos dança-se a sério: da música do Benin, o Ocidente, não livre, de caprichos editoriais, elogia e laureia Angélique Kidjo, mas, quem mexe o terreiro é Alekpehanhou, “o rei do zinli renovado” ► “Mi No Ko Di Hèssi” ♪ “Nou Wa Boyi Mè”. – Da África do Sul, o Ocidente, não livrado do Paul Simon, ouviu “isicathamiya* através dos Ladysmith Black Mambazo, no álbum “Graceland” (1986). No lar Jeppe, refúgio de migrantes zulus em Joanesburgo, os residentes organizam concursos de “isicathamiya”, em paralelo com a escolha do mais bem vestido, competição entre os “swankas”, isto é, homens vaidosos dos seus movimentos e da aprumada fatiota, em suma, estilosos.

----

* Do verbo zulu “cathama” = “andar felino”, “mover-se suavemente”; estilo de canto a capella harmónico, misto zulu e gospel, sucessor do “mbube”, mais rude na ligação entre as vozes. “Mbube” significa “leão”, e deriva da canção homónima escrita em 1939 por Solomon Linda, popularizada no Ocidente, livre de propriedade intelectual dos subdesenvolvidos, sob o título “The Lion Sleeps Tonight” (a versão vídeo dos Tight Fit termina no happy end: o gorila, expressão marota nos olhos, embrenha-se na selva com a heroína da fita). Solomon morreu dia 8 de Outubro de 1962 na miséria, a lápide para o túmulo, só lha compraram 18 anos depois; e só em 2006 os herdeiros venceram a batalha judicial pelos direitos de autor].

.

[Gamelan – (do javanês “gamel” = bater) conjunto de instrumentos, na música do Bali ou Java, apinhoados, segundo a lenda, pelo deus Sang Hyang Guru. Habitando um palácio no monte Mahendra, em Medangkamulan, (actual monte Lawu), para comunicar com os outros deuses inventou o gongo, consoante as mensagens se complicavam, adicionava outros instrumentos, até concluir o teclado do divino mountaintop*vídeos.

----

* Mítico antepassado do desktop, do laptop e do Froot].

.

[Música do Equador – reparte-se, como bananas, para os mais intelectuais, sob incarnação de Pasillo ou ares tradicionais: “Sombras” ♪ “Guitarra Vieja” ♪ “Vajira de Barro” ♪ “Cumandá”. – Os ainda mais intelectuais, leitores de livros “calhamaçudos”*, sôfregos de peças de teatro e cinema estrelado pelos críticos, descarregam nos seus terminais digitais mulheres carnudas, sereias na orla marítima, de botonas acima do joelho, ou o Grupo Deseo ► “La Otra Mosita” ♪ “El Guararey” ♪ “Morocho Sin Sal”.

----

* Muitas letras e chatos empoeirados nas estantes das bibliotecas].

.

[Na última rodada do gira-discos: música vaginal].

.

No Portugal, as récitas, tão compaginadas são, que abrem com as pancadas no Molière. Sobe o pano: quem sintonizar o Canal Parlamento beneficia de um êxito: Jaime Gama, presidente da Assembleia da República, numa estafante linha de produção, como Chaplin no filme “Tempos Modernos” (1936); Gama não aperta parafusos, consume seu dia: “pode concluir Sr. deputado” … “pode concluir Sr. primeiro-ministro”... estafando-se mais do que o Charlot. - Quem lê Filosofia aplaude o nascimento de um filósofo luso em 2009: Reis Ágoas, Comandante da Zona Marítima do Sul, explicou, pés chapinhando no formalismo lógico, a proibição de massagens nas praias: “toda a gente sabe como começa uma massagem mas ninguém sabe como vai acabar”. - Quem aprecia o garfo, deleita-se, que os funcionários do SEF não sejam meros almotacés das arcas frigoríficas e das feiras de ciganos, e ajuntem almotaçar e almoçar: seus capacíssimos abdomens forrados e regados; na Casa da Dízima, Paço d’Arcos, cinco funcionários comeram: 2 pratos de lombinhos de tamboril; 2 pratos de peixe-galo frito c/ açorda; 1 bife à portuguesa; 2 queijos de Estremoz; 3 garrafas Quinta das Panças; 2 águas Vitalis; 3 frutas da época – total 116.00 €... palitando os dentes, pediram para enviar a conta, pois era uma “refeição em serviço”. - Quem enternece pelas respostas do líder Cavaco Silva: sobre a dupla personalidade cidadão / presidente da República: “é muito diferente do Aníbal Cavaco Silva. Eu gosto de uma vida simples. Gosto de comida simples. Sopa de feijão. O bacalhau cozido. O peixe assado na brasa. Gosto de passear com a minha mulher à beira-mar”; no Luxemburgo, sobre a recandidatura: “o futuro a Deus pertence. Falta tanto tempo. Um ano. 12 meses. 369 dias. Falta ainda muito tempo er… er… os senhores não acreditam aquilo que eu digo e por isso eu não insisto, é assunto em relação ao qual, eu não dediquei ainda um minuto da minha ponderação”; – os “doutores vira o bico ao prego” (“spin doctors”) ordenaram-lhe conte anedotas e sorria muito e ele zarpou de Belém em campanha eleitoral (mas é segredo: "tabu", como ele diz).

53 Comments:

  • At 1:26 da tarde, Blogger manuel said…

    Marxist Brothers eh eh eh!

     
  • At 1:37 da tarde, Blogger Táxi Pluvioso said…

    Os bons velhos tempos da ideologia em que, os livros dos camaradas, chegavam a África, a preço de amigo.

    Há vários links que valem a pena. Os iniciais são informativos. Os doce 16 já são velhos mas o Iggy era novo. A Katja Sambuca que boa voz tem (penso eu de que). A música do Benin e da África do Sul para ver o que é dançar. E a música do Equador porque sou grande fã de girl bands da América Latina, mimosas.

     
  • At 2:47 da tarde, Blogger Carmo said…

    Visitei-o para lhe desejar uma Feliz Páscoa.

    Um abraço

    Carmo

     
  • At 9:13 da manhã, Blogger Táxi Pluvioso said…

    São também os meus desejos. Vou dar uma volta por todos os blogs para ler as mensagens pascais ou amendoais (consoante a opção religiosa) e desejar, também, que as amêndoas não sejam todas do Teixeira dos Santos.

     
  • At 10:19 da manhã, Blogger Armando Rocheteau said…

    Espero que já tenhas ultrapassado as dificuldades que tiveste com o computador.
    Já lido o post, vou passar aos links.

     
  • At 11:20 da manhã, Blogger Táxi Pluvioso said…

    Tens uns belos links de África. Vê o "estilosos".

     
  • At 12:33 da tarde, Blogger Fernanda said…

    Amigo T.P.

    Viril Feminino??? deixou-me curiosa.
    Voltarei....

    Boa Páscoa para ti também com muitas coisas doces e boas, tu escolhes :))

    Beijinhos

     
  • At 12:54 da tarde, Blogger Táxi Pluvioso said…

    É mais um destino para a Humanidade: em vez de dois sexo, vamos igualizar, serão todos mulheres de barba rija, e homens sensíveis, aproximado os papéis sociais. boa Páscoa

     
  • At 2:21 da tarde, Blogger RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO said…

    Sabe que eu adoro estas vozes femininas bem redondas, gordinhas e fortes? Veja bem, as mulheres, podem ser, por exemplo, magrinhas loirinhas e muito femininas, o que não as impede de ter uma extensão de voz muito longa. Falam docemente, mas, às vezes, quando a coisa engrossa, de vestido pretinho e salto alto, o seu grito chega ao destino, ah, se chega!!!!
    Beijokas, querido!
    *******
    Adorei o seu comentário sobre o bigode da Frida, estou rindoooooo e estava p. da vida, porque ontem eu ofereci um poema de paz a um ser e ele foi ao meu blog e me desrespeitou. Que despeitado, não:))) Adivinha se o meu grito não lhe chegou aos ouvidos!!!
    *********

    LÁBIOS...
    Eleazar Ben Jacob Ha-Bavli (1195-1250)

    Lábios de vinho a corça tem, graciosa,
    Palavras de óleo, essência tão sedosa.
    Mamilos da romã, rosto da rosa,
    Do olmo a elegância... O ventre da melosa
    Colméia, e da colina as ondulosas
    Ancas. A paixão torna, faz, furiosa,
    Tolo o sábio, e a vontade tumultuosa,
    Nascente o vivo! Sim, a vi, radiosa,
    Vestida qual um céu, cuja leitosa
    Lua era a face nua e luminosa.

    Trad. do hebraico cometida pela Renata Cordeiro

    Boa Páscoa!
    Até!

     
  • At 3:33 da tarde, Blogger Fernanda said…

    Amigo T.P.

    Li o teu comentário no Sempre Jovens... podes crer que há bullying e cowing...há de tudo....e mais este assunto não é mesmo para brincar.

    Estive lá, sei do que falo. Estive como aluna, há séculos e levei na "tromba" mas aprendi a defender-me e sobrevivi, até me fortaleci.
    Mas podes crer, não é nada como dantes, "levas, comes mas estás a dar também e ficas mesmo que magoado satisfeito porque pelo menos aprendeste a defender-te".
    Nada disso agora, amigo, não sabes mesmo de nada.

    Eu também estive lá como professora... não há comparação possível.
    Agora ninguém fala, todos gritam... agora ninguém brinca, todos se batem ou ferem verbalmente de forma mais do que cruel.
    Partem-se braços e fazem-se perfurações abdominais em "simples" lutas ....a brincar!!!!
    Eu assisti...eu sei!
    Não brinques com este assunto, não tem piada...
    É demasiado grave para ser levado de ânimo leve, nem com pratinhos de couratos vai lá; :)))

    Beijos

     
  • At 5:47 da tarde, Blogger Mariazita said…

    Venho trazer a minha mensagem de Páscoa:
    Desejo que nesta Páscoa a felicidade seja como um coelho: se reproduza sem parar.
    PÁSCOA FELIZ

    Beijinhos

    PS - Obrigada pelos irreverentes comentários :))))))))

     
  • At 6:51 da tarde, Blogger São said…

    Adorei o inicio do texto, rrrss

    Uma doce Páscoa para ti e para os teus.

     
  • At 8:36 da tarde, Blogger Maísa Guimarães said…

    q blog culto ashashas '
    beijo ;*

     
  • At 10:31 da tarde, Blogger fj said…

    um abraço!
    votos de uma feliz Páscoa!

     
  • At 12:44 da manhã, Blogger Carlos Rebola said…

    Taxi que se lixe, a guilhotina anti celulite para elas, colesterol para todos e vamos lá, fazer uma paragem, numa Páscoa bem doce e melhor regada.
    Abraço
    Carlos Rebola

     
  • At 6:55 da tarde, Blogger Armando Rocheteau said…

    Vou ver todos. O que me apontaste é um espanto.

     
  • At 1:32 da manhã, Blogger continuando assim... said…

    estamos perto do final... se final houver.
    o capítulo 18, é o último capítulo do livro
    quem já leu o "Continuando assim...", sabe como termina o livro.
    A todos vocês que têm andado por aqui pacientemente , lanço o desafio prometido .
    Antes de publicar o último capítulo , gostava que me dissessem como gostariam de terminar esta história de Alice e André.
    Podem publicar os "vossos finais" nos comentários ou mandar directamente para o mail
    queirozteresam@gmail.com
    Irei postar aqui todos os finais possíveis , todos os "vossos finais" :)
    Estou quase certa que algum de vós encontra o final perfeito.
    está lançado o desafio, para já espero as vossas respostas
    um grande beijo a todos !!

    Teresa

     
  • At 9:30 da manhã, Blogger Táxi Pluvioso said…

    Renata Maria Parreira Cordeiro: só que as vozes confundem os "espectadores". Eu tinha comprado um disco dos Sinister, ouvi como se fosse um homem a cantar. No livrete incluído, falavam numa Rachel, mas pelas fotos não vi nada parecido a ar feminino, pensei que fosse algum homem armado em esquisito, que não é muito vulgar nesse género de música, mas enfim... já vi coisas piores. Só muito mais tarde é que li numa revista que era uma mulher. E tive de mudar a visualização ao ouvir o disco, a partir daí.

    Isto já ninguém quer paz. Até o Nobel da Paz está nas mãos de um assassino, e o povo venera.

    Um poeta árabe? São uns marotos por essas zonas, ou eram, estive agora a ler uma sentença, de um mês de cadeia, para um casal inglês apanhado aos beijos na praia, no Dubai.

     
  • At 9:55 da manhã, Blogger Táxi Pluvioso said…

    Fernanda: conheço, conheço. Conheço muito bem a realidade portuguesa, e não é de ler livros, tipo Gil, Lourenço, ou que tais. Conheço nas ruas.

    As escolas não serem como antes não admira. A sua demografia mudou muito; a família mudou, desapareceu o pai, e a mãe é, por regra, uma neurótica que projecta a sua falta de vida em "amor" aos filhos; os modelos sociais mudaram, a identificação com o negativo é preferida em vez do positivo; o aperto económico e a falta de perspectivas também terá algum papel, embora isso seja transversal a todas as épocas (não me lembro de em Portugal todos serem felizes e ricos).

    Há já uns anitos que fui corrido do ensino, mas "partem-se braços e fazem-se perfurações abdominais em "simples" lutas ....a brincar", quase que me dá vontade de regressar. Ambiente de Mad Max como eu gosto. Tive turmas lixadas, em que convidava para me esperarem na rua, que lhes trataria da saúde mas nada disto, regra geral acabávamos nos copos.

    Soluções para isto, duvido que apareçam, pois são muitas realidades a ter em conta, claro que com muito dinheiro resolvia-se logo. Quando um povo vê na TV ciganos e pretos aos tiros, e se espanta, quer dizer que não tem capacidade para perceber a realidade à sua volta, vive fechado em frente do televisor, e em delírios do passado.

    Não creio que a sociedade retroceda, que as coisas voltem a um passado idílico. A tendência é para o progresso (independente de ser bom ou mau), assim é natural que a violência aumente muito mais, e as escolas, por tabela, como reflexo dessa sociedade, fiquem piores.

     
  • At 10:02 da manhã, Blogger Táxi Pluvioso said…

    Mariazita: os coelhos também sofrem nesta quadra: têm de pôr ovos. Bom, ainda é o menos, outros são comidos como o cabrito e o cordeiro. E ontem vi que na Costa Rica (creio) reúnem-se todos para caçar um crocodilo para papar na festa. E os gregos comeram menos este ano. Para o ano toca-nos a nós o jejum.

    Sou pouco cristão, qualquer hambúrguer McDonald's me satisfaz :-))))

     
  • At 10:05 da manhã, Blogger Táxi Pluvioso said…

    São: estou convencido que há tanta boa vontade no mundo porque o Inferno está cheio, se não as coisas seriam mais (bem) pensadas :-))))

     
  • At 10:10 da manhã, Blogger Táxi Pluvioso said…

    Maísa Guimarães: quem me dera, quem me dera. Quando há muita cultura chamam sempre a polícia (são eles os críticos literários e de arte da nossa época) e até agora não me deitaram a porta abaixo numa das suas bonitas rusgas (como bem fazem os nossos guardas portugueses). Ainda tenho de escrever sobre Lisboa e a polícia e as igrejas, que é o que aquela cidade mais tem.

     
  • At 10:13 da manhã, Blogger Táxi Pluvioso said…

    fj: não tinha reparado que havia mais um blog. Só frequentava o das palavras, que tanta falta fazem para escrever sobre o moderno Portugal que extravasa o dicionário.

    Vou ter que adicioná-lo aos links.

     
  • At 10:18 da manhã, Blogger Táxi Pluvioso said…

    Carlos Rebola: a minha sorte é que só bebo muito raramente (mas a sério). Nesta Páscoa nem terei muito tempo para saídas, logo se verá...

     
  • At 10:22 da manhã, Blogger Táxi Pluvioso said…

    Armando Rocheteau: aquilo é um vídeo em duas partes, os grupos corais, e os bem vestidos. Naqueles vídeos do Benin também tem grande dança, é preciso ter paciência, pois as canções têm uma longa introdução e a dança só começa a meio.

     
  • At 10:33 da manhã, Blogger Táxi Pluvioso said…

    Esse "continuando assim" que parece blog inocente, com os Europe e algo de Floyd, pelo que vi, dá-me aviso do antivírus que algo de maligno transmite, enfim, não sei se é do AVG ou há uma satânica escrita para nos dominar o computador: outra vez não!! bolas, quando os vírus chovem, chovem a valer. A Páscoa já passou mas ficam os votos de boas para todos.

     
  • At 10:35 da manhã, Blogger César Sousa said…

    obrigado e igualmente =)

    Abraço


    César Sousa

     
  • At 3:17 da manhã, Blogger Brontops Baruq said…

    Triste a história de Solomon Linda. Mas não incomum. Infelizmente.

    Quanto a música dodecafônica, apenas uma observação: eu postei o vídeo de Tubarões Voadores, porque sou fanático por gibis, HQs ou Bandas Desenhadas...

    Mas acho Clara Crocodilo um disco melhor: seguem alguns links que encontrei.

    http://www.youtube.com/watch?v=_0LPG0lQ5cU&feature=related

    http://www.youtube.com/watch?v=osBJodQP7kw

    E estes são só porque não achei nada "legal" no YouTube

    http://www.4shared.com/file/226483326/bba16506/Arrigo_Barnab_-_03_-_Diverses_.html?s=1

    http://www.4shared.com/file/226491644/9257807c/Arrigo_Barnab_-_06_-_Office-bo.html?s=1

    (E segue um "Boa Páscoa" quase Corpus Christi)

     
  • At 10:53 da manhã, Blogger Táxi Pluvioso said…

    Morrer sem dinheiro para o funeral é, de facto, uma coisa muito comum, até Bela Lugosi (consta que foi o Sinatra que entrou com a massa. Tinham-se conhecido numa clínica de desintoxicação, dizem as más línguas).

    O Arrigo é muito bom, francamente não conhecia. Tenho que ver se encontro algo dele nos meios de partilha alegal (não digo ilegal pois considero-me roubado pelas editoras e agora é pay back time). Eu era um grande fanático por Chiclete com Banana, Piratas do Tietê, Níquel Náusea...

     
  • At 11:08 da manhã, Blogger Táxi Pluvioso said…

    Thanx pelos links.

     
  • At 12:19 da manhã, Blogger lampâda mervelha said…

    É sempre uma epopeia ler estes posts tão curtinhos.

    Ora bem, arregaçadas as mangas e fazendo uma breve pausa para esfregar as mãos.

    Da história, tantas estórias se pintam impérios e uma catrefada de novelas em qua acaba tudo à facada uns com os outros. Entre birras, (des)amores e outras coisas mais.

    Não eram tiranos, mas de amor/ódio eram reis. Um homem mata a mulher do outro com um machado no alto da pinha. Porquê? Ora... porque amava o viúvo desde a escola primária...

    Ah valentes!

    Nos entretantos, também deixo aqui um pequeno contributo para o que eu considero ser um Blog a ter em grande consideração.

    http://www.youtube.com/watch?v=-ykpwr8K3M4


    Quanto a Páscoas, por aqui celebra-se ao mesmo tempo a festa da terra. Por isso, nunca se sabe bem ao certo se ressuscitamos o Senhor, ou se bebemos em honra de Nossa Senhora. No fundo, vai dar tudo ao mesmo. Entre um novo padre que é conservador, e um povo munido entre a crença e a crendice, lá houve uma procissão com uma Santa em braços, o padre durante a procissão rodeado de 4 polícias, apupos e palavrões misturados entre as palmas à Santa.

    Assim gira o mundo por aqui.

    :)

     
  • At 10:31 da manhã, Blogger Mariazita said…

    De boas vontades, tal como de boas intenções, está o inferno cheio.

    Bom fim de semana.

    Abraço

    PS - Cuidado com os hamburguers. São feitos com carne de cadáver!!!

     
  • At 11:17 da manhã, Blogger Táxi Pluvioso said…

    Lampâda mervelha: ah Fela Kuti mereceria um post só para ele. Com o atraso que escrevo aquilo que tenho em mente, quem sabe dentro de uns anos, não lhe dedico uns parágrafos. Há mais de um ano que tinha recolhido apontamentos para o post que estou a escrever. Demorou, mas creio que agora vai.

    O amor obriga a tanto e sempre lá vai equilibrando-se com o seu contrário: o ódio ou o será desamor.

    Padres protegidos por polícias é uma muito boa ideia. E até poderiam revezar-se nos rituais: os padres batem e os bófias dão a missa.

     
  • At 11:21 da manhã, Blogger Táxi Pluvioso said…

    Mariazita: claro que o inferno está cheio de boas vontades, por não caberem mais, é que há tanta no mundo.

    O homem foi desenhado para se alimentar de cadáveres, por isso tem boca pequena, se não teria boca elástica, como a cobra ou como políticos em congresso :-)) bfds

     
  • At 12:29 da tarde, Blogger São said…

    Bom fim de semana...e haja pachorra para tanto congresso, rrss

     
  • At 1:14 da tarde, Blogger Silvana Nunes .'. said…

    Bom dia.
    Passando para dar uma olhadinha nas novidades, como sempre correndo por causa do tempo na lanhouse. Seu blog tem bastante informação, preciso voltar com mais calma.
    FOI DESSE JEITO QUE EU OUVI DIZER... deseja um bom final de semana para você.
    Saudações Florestais e Educacionais!
    Por insistencia de alguns amigos amantes da cuulinária, inaugurei esta semana o "CADERNO DE RECEITAS", onde pretendo postar, na medida do possível, receitinhas de meus antepassados.
    CADERNO DE RECEITAS, em:
    http://www.blodasreceitas.blogspot.com/

     
  • At 1:19 da tarde, Blogger Táxi Pluvioso said…

    Ah! mas é tão engraçado, guardar na memória, para dentro de um mês, um ano...? recordar aquelas amizades e aqueles sonhos, naquela tenda, e eles já esquecidos da sua união, desatarem aos tiros (políticos). E Portugal, depois de outro aumento de impostos, estar cheio de esperança, noutro líder que se alevantará noutra tenda.

    Eu aposto neste porque ele quer vender tudo o que é público. Estou com uma curiosidade danada para saber que irão fazer para descer défices, quando não houver nada para vender.

     
  • At 1:28 da tarde, Blogger Táxi Pluvioso said…

    Silvana Nunes: estava a responder à São quando surge este comment... fica salteada a resposta.

    Culinária, tenho que ver isso, já lá foi o tempo em que cozinhava, hoje o prato é a menor das minhas preocupações, (bom, de facto, não como couratos, nem tripas, nem pés de animais, nem caracóis, como muito gostam os portugueses) mas sempre se aprende algo. bfds

     
  • At 7:56 da tarde, Blogger Fernanda said…

    Amigo T.P.

    Li no meu Blog e li agora aqui u teu comentário.
    Estamos a falar de coisas que nada têm a ver com o teu texto que ainda não li....ooops!!!!

    Para ser muito franca contigo, e porque me parece que me julgas "velha" no sentido de caquéctica, senil ou com os neurónios todos queimados....
    passo a dizer-te que estás certo no que diz respeito à violência, que ela está me todo o lado no dia a dia de todos, especialmente via TV e vidoe games e todas essas porcarias.
    Ainda pelo desmantelamento das famílias, sim, concordo.

    Mas..... há violência e há bullying SIM...
    Esta é uma das muitas definições que podes ver na Net "A person who is habitually cruel or overbearing, especially to smaller or weaker people" .

    Disse-te que sei do que falo, e sei mesmo. Mas esqueçamos o assunto, porque já percebi que tu nunca verás as coisas fora do teu prisma.

    A Pedofilia é outro assunto que abordaste de forma semi verdadeira, mas cruel.
    Se as crianças e adolescentes de vão prostituir para terem as Nike, ou seja lá o que for, porcos são os tarados e imorais que deles se aproveitam.

    Mais uma pequena coisa...eu detesto americanos e nem sei quem é Barak Obama (yet), mas sei que é melhor do que o CLOWN e FREAK que esteve lá antes.
    Pelo menos eles vão de pior para melhor.
    E nós para onde vamos????????????

    Até sempre
    Fernanda

     
  • At 6:48 da tarde, Blogger Carol Garcia said…

    fico mto bom !

     
  • At 11:08 da manhã, Blogger Táxi Pluvioso said…

    Fernanda: quem sou eu para julgar os outros? nunca me passaria pela cabeça considerar alguém caquéctico. Eu nem as casas de Sócrates, o Freeport, a oculta face, o diploma, os submarinos... etc. critico, quanto mais as pessoas.

    O post é sobre como a sábia natureza está a resolver essa violência da nossa sociedade: com homens femininos e mulheres masculinas: muito diferente da Merkel e da Tatcher que são homens.

    Sim, bullying, no meu tempo chama-se "um cabrão que não pára de chatear até levar nos cornos", mas sim, concordo que, com o crescimento demográfico e o fim do pai e da mãe, as coisas sejam muito mais graves, (e ainda por cima alcatroaram as ruas impedindo o acesso à pedras que se usava como arma de defesa).

    Não são bem tarados, ou são, não sei. Eu vejo-os como cidadãos bons chefes de família e cumpridores dos seus deveres que conduzidos pela sociedade (a mãe, a mulher, peculiaridades somáticas ou físicas etc) escolheram uma vida sexual. Contra o que a maioria da sociedade considera normal, talvez, mas isso da normalidade daria pano para mangas.

    A diferença entre Bush e Báráque é quase nula. É mais mental, existe nos desejos das pessoas, do que real. A cura para a crise do crédito americano não virá das medidas do Báráque, idênticas às de Bush, mas da acomodação das pessoas a uma nova situação. O tempo cura tudo.

    Portugal, pelo que é dado a ver, entrará em falência em 2011. Será um ano muito duro e não sei se 2012 será pior, é preciso esperar por alguns dados económicos que só saem no fim do ano. Mas é muito curioso as soluções dos líderes: o sebastião PP Coelho, quer vender tudo, Sócrates quer vender tudo, parece igual, mas há uma grande diferença (política?) entre eles: PP quer vender para salvar o país, Sócrates quer vender para baixar o défice. E assim vamos cantado e rindo.

    boa semana

     
  • At 11:17 da manhã, Blogger Táxi Pluvioso said…

    Ó que mistério. Desapareceram uns comentários, como isto é como um rio, espero que regressem, na próxima passagem das águas.

    Alô Carol: cujo comment se evaporou...

     
  • At 12:19 da tarde, Blogger RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO said…

    Muito obrigada, meu querido, pela visita. Boa Semana pra você também!
    Quanto ao meu post, o amigo não compreendeu nada. Deixo o link de blog onde o Manuel pode saber ou não o que se passa. E vim aqui e fico com você para sempre!
    Beijos******************
    Renata
    *************



    HOJE É O DIA DA HUMANIDADE, LIBERDADE, IGUALDADE E FRATERNIDADE, E, É CLARO, O DA MATERNIDADE, E OUTROS TANTOS ++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

    (TODOS OS DIAS SÃO *O HOJE*)

    LETRA SEM MÚSICA PARA TODOS NÓS. AINDA NÃO DÁ PRA MUDAR, MAS EU VOS VEJO, OU MELHOR, NOS VEJO*********************

    BOM DIA PARA TODOS NÓS TODOS****************

    BEIJOS*********************

    PAZ AMOR FÉ Y LUZ

    **********
    Amor é um livro
    Sexo é esporte
    Sexo é escolha
    Amor é sorte...

    Amor é pensamento
    Teorema
    Amor é novela
    Sexo é cinema..

    Sexo é imaginação
    Fantasia
    Amor é prosa
    Sexo é poesia...

    O amor nos torna
    Patéticos
    Sexo é uma selva
    De epiléticos...

    Amor é cristão
    Sexo é pagão
    Amor é latifúndio
    Sexo é invasão
    Amor é divino
    Sexo é animal
    Amor é bossa nova
    Sexo é carnaval

    Amor é para sempre
    Sexo também
    Sexo é do bom
    Amor é do bem...

    Amor sem sexo
    É amizade
    Sexo sem amor
    É vontade...

    Amor é um
    Sexo é dois
    Sexo antes
    Amor depois...

    Sexo vem dos outros
    E vai embora
    Amor vem de nós
    E demora...

    Amor é cristão
    Sexo é pagão
    Amor é latifúndio
    Sexo é invasão
    Amor é divino
    Sexo é animal
    Amor é bossa nova
    Sexo é carnaval

    Amor é isso
    Sexo é aquilo
    E coisa e tal!
    E tal e coisa!
    Ai, o amor!
    Hum.. o sexo!



    Amor e Sexo
    Rita Lee

    http://blogrenataslidesepremioseimanes.blogspot.com/

     
  • At 12:22 da tarde, Blogger RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO said…

    Está errado o link, entre pelo meu perfil, please.
    One more kiss!

     
  • At 9:02 da manhã, Blogger Táxi Pluvioso said…

    Irei ver esse blog. Nadando entre a preguiça: já deveria ter o post escrito, e as avarias no computador: ou o controlador de verificação está com problemas ou a placa gráfica pifou, tem-me dispersado a atenção nestes dias. E também a política portuguesa: que é muito patusca e nos faz rir muito e, obviamente, perde-se muito tempo a ouvir os seus operadores (políticos).

     
  • At 7:19 da tarde, Blogger o que me vier à real gana said…

    Viva, Táxi!
    Mais uma série genial de entradas enciclopédicas.
    Se puderes, diz ao Sr. Presidente que divinal, manjar de deuses, é a macarronada de tremelga... é o e está a dar aqui na minha terra, terra de pescadores de peixe, não, não é pleonasmo!
    Abraço

     
  • At 12:32 da tarde, Blogger rouxinol de Bernardim said…

    Isto é um melting pot cultural hilariante, mas pedagógico!...

     
  • At 8:01 da manhã, Blogger Táxi Pluvioso said…

    O que me vier à real gana: o presidente deve andar a sandes e garrafas de água, agora que vem de InterRail, desde Praga até Lisboa, por causa das nuvens negras nos céus. Quando ele cá chegar até sopa do Barroso come.

    Nunca o vi tão galhofeiro, conta anedotas, todos se riem, ri-se ele, muito boa comédia.

     
  • At 8:06 da manhã, Blogger Táxi Pluvioso said…

    Rouxinol de Bernardim: espero bem que sim. Quem se der ao trabalho de ler isto tudo deve, no mínimo, ficar a saber algo que não sabia, é minha obrigação.

     
  • At 9:53 da manhã, Blogger São said…

    Amigo, tu que és pluvioso não mandas parar a chuva para eu poder sair de casa? rrsss Te fico grata.

    Boa semana.

     
  • At 9:14 da manhã, Blogger Táxi Pluvioso said…

    Eu nem guarda-chuva tenho. Deitei o meu fora, em 80 e tal, por acaso num dia de grande chuvada, atirei-o para o contentor, para escapar ao vil materialismo da sociedade de consumo: que só nos diz: comprem, comprem... pareçam com os vossos ídolos.

    Não vejo grande necessidade de tal artefacto numa cidade. Os toldos, os balcões, as soleiras e, claro, os táxis, permitem andar seco nos dias de temporal.

     
  • At 2:52 da tarde, Blogger São said…

    Táxis , em dia de chuva, em Lisboa?! Só se for por intervenção da senhora que está em Fátima!!

    rrsss

    fica bem.

     
  • At 7:59 da manhã, Blogger Táxi Pluvioso said…

    Sim, é um pouco complicado, mas está muito melhor do que antigamente, quando se eles davam ao luxo de escolher os clientes. Não gostavam da cara não paravam.

    E então à noite, que os taxistas eram chulos a fazer biscate enquanto a senhora não saía do trabalho, um pessoa era roubada na certa.

     

Enviar um comentário

<< Home